Início » Cartilha da Coerência

Cartilha da Coerência

por Eduardo Mahon

Se você for cristão, feche a conta no Santander. Se for umbandista, não fale com pastor. Se for evangélico, não use esmalte. Se for católico, não consulte horóscopo. Se for testemunha de Jeová , não doe sangue. Se for budista, não passe batom. Se for crente, não corte o cabelo. Se for ético, não coma no MacDonalds. Se for contra os maus-tratos, não consuma foie grass. Se for a favor da biologia marinha, não coma ostras. Se for a favor da maconha, não use gravata. Se for feminista, não use sutiã. Se for contra o sofrimento animal, não tome vacina. Se for honesto, não faça churrasco Friboi. Se está preocupado com trabalho infantil, não compre na Zara. Se defender a democracia, não ande de Volkswagen. Se respeitar a história, não use Kodak. Se for contra a guerra, não vista Hugo Boss. Se estiver preocupado com refugiados, não compre na Mango. Se for em favor dos direitos trabalhistas, não vá a China. Se for intelectual, não assista a novelas. Se for sambista, não frequente bar sertanejo. Se for da periferia, não frequente boates. Se for do centro, não vá a gafieira. Se gostar de Michelângelo, não goste de Renoir. Se gostar de Renoir, odeie Mondrian. Se amar Mondrian, odeie Botero. Se for liberal, não fume charuto cubano. Se for socialista, não tome Coca Cola. Se for de direita, defenda a pena de morte. Se for de esquerda, defenda o aborto. Se for a favor da eutanásia, não vá à igreja. Se apoiar as armas, não tenha cofres. Se for muçulmano, não vá aos Estados Unidos. Se for americano, não vá ao Irã. Se for belga, não vá ao Congo. Se for argelino, não vá à França. Se for judeu, não vá Alemanha. Se for cuiabano, não vá a Campo Grande. Se for naturista, não compre biquíni. Se for moralista, não compre Hustler. Se for socialmente engajado, não coma carne. Se for de direita, não elogie programas assistenciais. Se for de esquerda, não elogie privatizações. Se for hetero, não escute Abba. Se for gay, não vote em Bolsonaro. Se for militar, negue a tortura. Se for rico, não vote no Haddad. Se for pobre, não vote no Dória. Se for coxinha, adore Lobão. Se for mortadela, apoie o MST. Se for intelectual, não leia Paulo Coelho. Se curtir filme cult, não veja Harry Potter. Se for vanguardista, não leia Olavo Bilac. Se for MPB, não ouça funk. Se for Tropicália, odeie Jovem Guarda. Se for Stones, não ouça Beatles. Se curtir jazz, não tenha celular. Se for música clássica, odeie Ivete Sangalo. Se for Ivete, não ouça Cláudia Leite. Se for Obama, dê entrevistas. Se for Trump, não leia jornais. Se for branco, não pense em quotas para negros. Se for rico, não queira quotas para pobres. Se for francês, não tome whisky. Se for Flamengo, odeie o Vasco. Se for São Paulo, odeie o Corinthians. Se for comprometido com a natureza, não use peles de animais. Se cuidar da Amazônia, não use papel higiênico. Se quiser salvar os rios, não use saco de plástico no mercado. Se amar os índios, não tome leite de soja. Se for natureba, não compre móveis de madeira. Se quiser um ambiente limpo, não ande de carro. Se for petista, não escute o Roger. Se for tucano, não escute o Chico Buarque. Se for Temer, foi impeachment. Se for Dilma, foi golpe. Se for pudico, não leia Nabokov. Se for despachado, não tenha etiqueta. Se for porra louca, não estude matemática. Se for culturete, não frequente shopping center. Se for defender a liberdade da mulher, não raspe o sovaco. Se for machista, não lave os pratos. Se estiver preocupado com o equilíbrio do planeta, não tenha filhos. Se for chinês, tenha apenas um. Se for amish, tenha quantos filhos puder. Se for católico, não use camisinha. Se apoiar a adoção, não tenha cachorros. Se gostar de futebol, não vá ao ballet. Se for polícia, não dê sorriso. Se for advogado, todo mundo é inocente. Se for promotor, todo mundo é culpado. Se for minimamente inteligente, você já sacou a mensagem. Mas, se você quiser continuar assim, tão obtuso, vai a puta que pariu!

0 comentário
0

VOCÊ PODE GOSTAR

Deixe um comentário

error: O conteúdo está protegido !