1811-1820

1816 – Igreja Senhor dos Passos
Data da primeira referência documentada da igreja Senhor dos Passos nos “Annaes do senado da Câmara do Cuyabá”. Segundo Joaquim Ferreira Moutinho, que viveu em Cuiabá no século XIX e escreveu um livro sobre a cidade, teria sido construída por um português de nome José Manuel que, após sofrer ataque de catalepsia, foi considerado morto e sepultado, tendo conseguido escapar da cova com vida. Em agradecimento, passou a angariar fundos para construção de uma capela ao Senhor dos Passos e ganhou o apelido de “Manuel Cova”.


1817 – Santa Casa de Misericórdia
A história vem de longe. Em 1755, o português Manuel Fernandes Guimarães, ao morrer, deixou escrito em seu testamento que metade de sua herança deveria ser utilizada para a construção de uma Casa de Misericórdia em Cuiabá para acolher leprosos por conta do receio de contágio. A quantia deixada era de doze contos de réis. O capitão João Augusto D‘Oyennhausen de Gravenburg, que governava a Província, decidiu honrar o legado de Manuel Fernandes Guimarães. O dinheiro doado foi por fim utilizado para a construção do Hospital em 1814. A unidade foi inaugurada em 8 de dezembro de 1817, com o nome de Nossa Senhora da Conceição da Misericórdia, cinco anos antes da independência do Brasil.


1818 – Cuiabá se torna cidade
Data de elevação da vila do Cuiabá à categoria de cidade, a 17 de setembro deste ano.


1818 – Capela de Nossa Senhora da Conceição
Capela de pequenas dimensões, anexa à Santa Casa de Misericórdia (Hospital Estadual Santa Casa), fundada juntamente com esta, em 1818. Assim com a Santa Casa, teve sua fachada reformada na década de 1920. Possui, em seu interior, imagem da Padroeira esculpida em madeira, porém com várias repinturas.

error: O conteúdo está protegido !