Juiz auxiliar da Presidência e servidores conhecem programa de integridade do TJMT

O juiz auxiliar da Presidência do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), Jones Gattass Dias, o coordenador de Auditoria Interna, Wellington Correa, e a analista judiciária lotada na Corregedoria-Geral da Justiça (CGJ), Keila Souza da Cunha, realizam, entre quinta e sexta-feira (1º e 2 de fevereiro), visita técnica ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) para conhecer o Programa de Integridade implantado pela justiça mineira, referência no país.
 
A comitiva mato-grossense foi recebida pelo presidente do TJMG, desembargador José Arthur de Carvalho Pereira Filho, e pela equipe do Núcleo de Apoio Técnico-Jurídico (Nutec), liderado pela assessora técnica especializada da Presidência do TJMG, Tatiana Camarão. “Fomos recebidos de maneira extremamente carinhosa e muito simpática por parte de todos. Estamos aqui com a equipe da Presidência, a doutora Tatiana Camarão, que tem sido uma referência nessa área de integridade e compliance”, afirma o juiz Jones Gattass.
 
Segundo ele, em meados de 2023, a presidente do TJMT, desembargadora Clarice Claudino da Silva, o encarregou de coordenar um grupo de trabalho para implantação do programa de integridade e compliance no Judiciário mato-grossense. Até o momento, o grupo já elaborou uma minuta de resolução com as diretrizes do programa. Para garantir a excelência desse trabalho, é que eles foram buscar referências. “O pessoal de Minas Gerais está trabalhando com isso desde 2018. E quando nós tivemos a informação de que eles estão mais à frente nessa missão, achamos por bem vir conhecer esse Tribunal para nos certificarmos se o que estamos fazendo é o mais sensato”, explica o juiz Jones Gattass.
 
Conforme o coordenador do grupo de trabalho para implantação do Programa de Integridade e Compliance no TJMT, a visita técnica ao tribunal mineiro tem sido extremamente valiosa. “Eles já estão bastante avançados. O Tribunal de Justiça de Minas Gerais já tem, por exemplo, um código de conduta, já vem enfrentando mudança de cultura e impregnando essa nova cultura de integridade e compliance em todo o tribunal. Os presidentes desse tribunal já assumiram o compromisso de perpetuação do programa de integridade e compliance. Eles fazem disso um desejo de que a gestão seja conhecida como a gestão que está tocando adiante o programa”, relata.
 
Para o presidente do TJMG, desembargador José Arthur de Carvalho Pereira Filho, o interesse de outros tribunais pelo Programa de Integridade do TJMG ressalta o êxito e a relevância do trabalho que vem sendo desenvolvido de forma pioneira em Minas Gerais. “O Tribunal mineiro está comprometido com um funcionamento alinhado com a transparência e a ética em todos os âmbitos. Nosso objetivo é que a conduta de gestores e colaboradores seja pautada pela probidade e lisura, com foco no interesse público, tanto no ambiente interno quanto na interação com o público externo”, afirma.
 
A presidente do Judiciário de Mato Grosso, desembargadora Clarice Claudino da Silva, afirma que o compromisso com a integridade, prioridade em sua gestão, está alinhado ao Planejamento Estratégico do Poder. “A integridade é um dos atributos de valor que queremos entregar para a sociedade, o que significa agir de forma íntegra e imparcial em todas as ações, em todos os níveis. Isso perpassa por uma cultura organizacional que deve estar consolidada entre magistrados e servidores e, para isso, é que estamos em busca dos melhores exemplos para nos espelharmos”, declara.
 
Nesta sexta-feira (02 de fevereiro), equipe do TJMT está conhecendo os documentos elaborados pelo Programa de Integridade mineiro, como minutas, cartilhas, manuais. Após a visita técnica, a relação institucional deve ser fortalecida por meio de um termo de cooperação técnica para cessão desses documentos. “Voltaremos para Mato Grosso com a segurança de que todos os questionamentos, que até então tínhamos, estão sendo sanados”, conclui o juiz auxiliar da Presidência.
 
#Paratodosverem. Esta matéria possui recursos de texto alternativos para promover a inclusão de pessoas com deficiência visual.  Foto 1: Da esquerda para a direita: coordenador de Auditoria Interna, Wellington Correa; a analista judiciária, Keila Souza da Cunha; juiz Jones Gattass; presidente do TJMG, desembargador José Arthur de Carvalho Pereira Filho, assessora técnica da Presidência do TJMG, Tatiana Camarão e as servidoras Ursina Andrade, Larissa Malta, Juliana Picinin e Renata Sadi, do Núcleo de Apoio Técnico-Jurídico do TJMG. Todos estão em pé e sorrindo para a foto. Atrás deles, há uma tela com a logomarca do Programa de integridade do TJMG. Foto 2: Equipes dos Tribunais de Justiça de Minas Gerais e de Mato Grosso reunidos em volta de uma mesa, em uma sala de reuniões no TJMG. Ele sorriem para a foto.
 
 
Celly Silva/ Fotos: Juarez Rodrigues/TJMG
Coordenadoria de Comunicação da Presidência do TJMT
imprensa@tjmt.jus.br
Com informações da Diretoria de Comunicação do TJMG
 

Fonte: Tribunal de Justiça de MT – MT

Almanaque

Almanaque

O Almanaque Cuyabá é um verdadeiro armazém da memória cuiabana, capaz de promover uma viagem pela história em temas como música, artes, literatura, dramaturgia, fatos inusitados e curiosidades de Mato Grosso. Marcam presença as personalidades que moldaram a cara da cultura local.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *