Magistradas concedem entrevista sobre violência doméstica em ação do Ministério Público

As juízas da 1ª Vara Especializada em Violência Doméstica e Familiar contra Mulher de Cuiabá, Ana Graziela Vaz de Campos Alves Corrêa e Hanae Yamamura de Oliveira, participaram na sexta-feira (22 de março) de um programa de entrevista ao vivo na Rádio CBN em um estúdio bolha montado no Pantanal Shopping, em Cuiabá, para dar visibilidade à campanha #JuntosPorElas, do Ministério Público do Estado de Mato Grosso.
 
As magistradas falaram sobre diversos aspectos da violência contra a mulher, explicando todas as iniciativas feitas pelo Poder Judiciário para combater essa questão social, campanhas, trabalho em rede, capacitações, pesquisas, legislação, além dos conceitos importantes para entender todas as formas de violência, perspectivas futuras, combate e enfrentamento, dentre outros tópicos.
 
Vítimas de feminicídio dentro do próprio Poder Judiciário foram lembradas na entrevista, como a juíza Glauciane Chaves de Melo, morta pelo ex-marido no ano de 2013 dentro do Fórum de Alto Taquari, e a servidora do Fórum de Várzea Grande Thays Machado, que foi assassinada em 2023 em Cuiabá pelo ex-namorado.
 
“Abordamos os programas em que o Poder Judiciário participa, através da Cemulher [Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar no âmbito do Tribunal de Justiça de Mato Grosso], o projeto “Cemulher vai à escola”, as palestras feitas com os síndicos em razão da lei nova que fala que o síndico tem que denunciar, já que se trata de um ambiente doméstico e esse doméstico pode ser dentro de um condomínio, em um prédio de apartamentos, tratamos dos grupos reflexivos para homens, o trabalho realizado pelo Poder Judiciário em rede no tratamento do feminicídio, falamos de um estudo recente que levantou dados sobre feminicídios para criar políticas públicas, então repassamos várias informações importantes para a sociedade tomar conhecimento”, destacou a juíza Hanae.
 
“Esse programa é de suma importância, achei uma iniciativa excelente porque percebemos um grande fluxo de pessoas que ficam curiosas e se aproximam para saber, é uma divulgação bastante grande para as consumidoras que vem até um dos shoppings mais movimentados da capital, e pela rádio que difunde para todo o estado”, pontua a juíza Ana Graziela.
 
A entrevista foi conduzida pelas apresentadoras Marcela Vasconcelos e Djhuliana Mundel e pelo apresentador João Edisom, transmitida na frequência 95.9 FM e pelo canal da CBN Cuiabá no YouTube.
 
O projeto inédito começou no dia 6 e segue até 27 de março, com o estúdio da rádio CBN Cuiabá transferido para o shopping em alusão ao mês especial das mulheres, encampando a campanha do MPMT juntamente a empresas parceiras, e recebendo entrevistados de diversas áreas relacionadas à proteção das mulheres.
 
“As pessoas passam, olham, se atinam para a existência da temática e vão internalizando aos poucos. Esse é um efeito que é o desejo do Ministério Público, que a sociedade encare de frente esse problema, que ele está presente em todas as casas e deve ser debatido. Nossa intenção foi fazer esse espaço para chamarmos a atenção da sociedade neste mês e reservamos um dia para cada órgão, para cada poder e entidade que trabalha e milita na defesa da mulher em Mato Grosso para falar dos temas mais amplos possíveis”, esclarece o promotor de Justiça Tiago Afonso, que atua no Núcleo de Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Cuiabá e coordena o Centro de Apoio Operacional Estudos de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (CAO-VD).
 
#Paratodosverem
Esta matéria possui recursos de texto alternativo para promover a inclusão das pessoas com deficiência visual. Imagem 1: foto horizontal colorida das juízas Ana Graziela e Hanae concedendo entrevista. Elas estão sentadas em uma bancada preta com microfones com a espuma vermelha escrita CBN dos apresentadores e as magistradas de frente para a câmera. Ao fundo as formas geométricas da bolha com um plástico envolto e as lojas do shopping ao fundo. Imagem 2: foto vertical colorida da juíza Hannae durante entrevista. Ela está sentada, veste terno preto, tem cabelos lisos pretos, usa maquiagem, é branca e tem traços orientais. Ela gesticula com a mão esquerda e fala diante de um microfone vermelho escrito CBN em branco. Imagem 3: foto horizontal colorida da juíza Ana Graziela falando no microfone da rádio. Ela é uma mulher branca, de cabelos loiros, veste blusa rosa e vermelha e terno branco. Imagem 4: foto vertical colorida do promotor Tiago Afonso. Ele é um homem branco, tem cabelo castanho, barba grisalha e olhos claros. Veste camisa cinza e terno cinza e fala diante de um microfone com a logo da TV.JUS.
 
Mylena Petrucelli/Fotos: Alair Ribeiro
Coordenadoria de Comunicação da Presidência do TJMT
imprensa@tjmt.jus.br
 
 

Fonte: Tribunal de Justiça de MT – MT

Almanaque

Almanaque

O Almanaque Cuyabá é um verdadeiro armazém da memória cuiabana, capaz de promover uma viagem pela história em temas como música, artes, literatura, dramaturgia, fatos inusitados e curiosidades de Mato Grosso. Marcam presença as personalidades que moldaram a cara da cultura local.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *