Movimentação na carreira: Órgão Especial aprova remoção de juízes e juízas

O Órgão Especial do Tribunal de Justiça de Mato Grosso nesta quinta-feira (25 de janeiro) aprovou os concursos de remoção de juízas e juízes inscritos para ocupar vagas nas comarcas do interior e na Turma Recursal pelos critérios de merecimento e antiguidade.
 
O juiz Anderson Clayton Dias Batista, que era titular da 2ª Vara de Peixoto de Azevedo, foi removido por merecimento para a 5ª Vara Criminal de Sinop.
 
A juíza Raissa da Silva Santos Amaral, titular da Vara Única de Alto Taquari, foi removida para a 2ª Vara Cível de Água Boa pelo critério de antiguidade.
 
A juíza Lílian Bartolazzi Laurindo Bianchini, titular da 3ª Vara de Barra do Bugres, foi removida para a 5ª Vara Cível de Tangará da Serra, pelo critério de merecimento.
 
O juiz Gonçalo Antunes de Barros Neto, do Juizado Especial da Fazenda Pública de Cuiabá, foi removido para o Gabinete 1 da Turma Recursal do TJMT, pelo critério de antiguidade.
 
Esta foi a primeira sessão ordinária administrativa do Órgão Especial de 2024.
 
Mylena Petrucelli
Coordenadoria de Comunicação da Presidência do TJMT
imprensa@tjmt.jus.br
 
 

Fonte: Tribunal de Justiça de MT – MT

Almanaque

Almanaque

O Almanaque Cuyabá é um verdadeiro armazém da memória cuiabana, capaz de promover uma viagem pela história em temas como música, artes, literatura, dramaturgia, fatos inusitados e curiosidades de Mato Grosso. Marcam presença as personalidades que moldaram a cara da cultura local.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *