Poder Judiciário dá início à elaboração do Plano de Trabalho Anual 2025

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso deu início ao processo de elaboração do Plano de Trabalho Anual (PTA) do Poder Judiciário de Mato Grosso, onde deverá constar o detalhamento dos investimentos e ações pretendidas pelo Judiciário no ano de 2025. No plano também são detalhados os produtos a serem desenvolvidos, a indicação dos setores responsáveis, as etapas de desenvolvimento, os prazos de execução e o custo necessário para a entrega das metas.
 
Ao mesm tempo, o Tribunal de Justiça também dá início a execução do PTA 2024, elaborado no ano anterior, com base nas diretrizes e prioridades apontadas pelos setores, e que deverão ser cumpridas neste ano.
 
O plano é um instrumento que discrimina todas as ações que serão realizadas pelo Poder Judiciário no exercício do ano seguinte, com base nas informações levantadas pelos setores sobre as demandas previstas, servindo de base para a elaboração da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2025. A LOA segue como base o Planejamento Estratégico da organização e as diretrizes apontadas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).
 
O coordenador de Planejamento (Coplan) do Tribunal de Justiça, Afonso Maciel frisa que o envolvimento de todas as áreas é fundamental para a construção do plano de trabalho, que é coletiva e pautada nas demandas e perspectivas de cada setor.
 
“A elaboração do plano de trabalho é um momento crucial dentro da gestão, uma vez que é ele quem aponta o caminho que deveremos seguir para a entrega de serviços à sociedade. Em síntese, é agora que temos a chance de corrigir as ações que precisam ser aprimoradas, e definir aquelas que precisam ser contempladas para as mudanças pretendidas pelo Judiciário. Assim como aos demais poderes, o Executivo nos repassa um teto, e dentro desse limite, nós estabelecemos nossas prioridades e investimentos. Em síntese, o plano de trabalho nada mais é do que o instrumento que vai nos dizer o que será feito e com qual orçamento será feito”, esclareceu Afonso.
 
No PTA, os setores são responsáveis por apontar as prioridades e metas a serem definidas como essenciais para a garantia de condições na prestação de serviços à sociedade e para a manutenção da estrutura institucional.
 
O plano de trabalho deve ser finalizado até o mês de julho e encaminhado para a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), para elaboração do Projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2025, e posterior envio à Assembleia Legislativa para aprovação.
 
Naiara Martins
Coordenadoria de Comunicação da Presidência do TJMT
imprensa@tjmt.jus.br
 

Fonte: Tribunal de Justiça de MT – MT

Almanaque

Almanaque

O Almanaque Cuyabá é um verdadeiro armazém da memória cuiabana, capaz de promover uma viagem pela história em temas como música, artes, literatura, dramaturgia, fatos inusitados e curiosidades de Mato Grosso. Marcam presença as personalidades que moldaram a cara da cultura local.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *